Ergonomia

Ergonomia refere-se à maneira pela qual os indivíduos usam seus corpos para realizar tarefas relacionadas ao lar e ao trabalho. Uma mudança ergonômica pode envolver a mudança do tipo de cadeira de escritório usada no trabalho, bem como o uso de uma escada para alcançar facilmente os armários suspensos. Sob o mesmo ponto vista, pode-se empregar diferentes acessórios que auxiliam na manutenção de uma postura adequada.

Infelizmente, muitas pessoas permitem que o trabalho e o ambiente doméstico determinem como eles usam ou posicionam seus corpos. Isso pode causar padrões de movimento ruins e posturas desequilibradas, podendo levar a tensões de tecidos moles e estresse articular.

As adaptações físicas induzidas pelo ambiente podem levar a lesões. Frequentemente, falham-se tentativas de resolução das crises de dor quando vícios posturais não são abordados. Embora alguns distúrbios por sobrecarga sejam reversíveis, alterações degenerativas não voltam ao normal.

No entanto, pode-se reduzir o estresse excessivo provocado pelo movimento e pela postura alterando proativamente seus ambientes de casa e de trabalho. São atitudes necessárias para melhor atender às necessidades de seu corpo. Por exemplo, muitos pacientes com dor lombar devido a alterações discais se queixam de piora dos sintomas ao sentar e alívio quando ao ficar em pé. Ao investir em uma mesa alta, um paciente pode reduzir drasticamente o estresse em um disco doloroso. Isso torna o trabalho e a vida doméstica mais confortáveis, ajuda no processo de cura e garante um trabalho mais produtivo.

As estratégias de treinamento ergonômico podem incluir discussões individuais ou coletivas por diversas plataformas. Citam-se folhetos, panfletos, vídeos, treinamento assistido por computador, demonstrações práticas, visita domiciliar ou visita a um especialista em ergonomia. Em síntese, qualquer tratamento deixa de ser eficaz enquanto os fatores de risco estiverem presentes.

NASS 150

Sobre o autor

Ortopedia e Traumatologia
Cirurgia da Coluna Vertebral
Fellow of Interventional Pain Practice

Você também pode gostar:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: